Fala pessoal, sou Dub Recycle, DJ e produtor da Nin92wo. Hoje vou compartilhar um pouco da minha experiência e passar algumas dicas para vocês. A parte de sintetização de áudio através de VSTs ou analogs é algo pouquíssimo usado pela maioria, principalmente os principiantes.

A maior parte usa somente os presets (ajustes e modulações criados pelo engenheiro que produziu o software), mas existe um vasto e amplo mundo por trás do plugin ou analog instrument. Darei um exemplo básico de variações que uso em minhas produções para que entendam minha forma de construir melodias melancólicas, mas sem tirar a vida harmônica do timbre.

O uso do CutOff (filtro das frequências altas) é o mais comum e agora exemplifico como uso ele de uma forma básica, mas que faz muita diferença entre: CutOff + ressonância + automação. A alternância desses parâmetros faz com que o timbre crie vida e dá mais dinâmica a faixa. Um caso bem básico, para não aprofundarmos muito em sintetização sonora (complexo), mas que já ajuda e muito na construção.

No primeiro exemplo é o timbre cru, limpo e sem o uso desses parâmetros. Nota-se uma constância e que não transmite o efeito criativo e intimista. Por mais que a bateria possa estar legal, não é algo que mexa com o lado emocional e pensativo, algo que tento transmitir.

Agora com as modulações de CutOff (automação) + ressonância. Simples como eu disse, mas nota-se uma dinâmica melhor e transmite um sentimento. A ressonância ajuda muito no brilho de harmônicos, comece a usá-lo e sentirás uma melhora na qualidade da timbragem, além é claro de muitos outros parâmetros que possam ser usados.

Espero que tenha ajudado de alguma forma e nunca se esqueçam de que temos que estar sempre aprendendo, sempre buscando conhecimento e inovando, só assim você não fica pra trás, isso vale para TODOS sem exceção.

Abraços e obrigado!

Share this Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.